os sete chakras

Os 7 Chakras na massoterapia

Neste artigo vou falar sobre o que são os Chakras e como eles influenciam nossas vidas. Vou mostrar cada um dos 7 principais Chakras e sua relação com nossa saúde e comportamento. Também vou falar sobre a relação dos Chakras com a massoterapia e reflexologia.

O conhecimento e trabalho energético envolvendo o Chakras é muito difundido por diversas culturas e tradições de cura. Tanto que terapias como Massagem, Reiki, Reflexologia, Cromoterapia, Musicoterapia, entre outras têm como base principal o conhecimento dos Chakras e suas propriedades.

os sete chakras

Eu fico impressionado como os sábios yogues na Índia conseguiam relacionar a função das glândulas e seus hormônios muito antes de desvendarmos a fisiologia com as tecnologias atuais.

O que são os Chakras

Chakra é uma palavra em sânscrito que significa roda ou disco de luz. Outros o definem como um vórtice de energia e é exatamente assim como se define funcionalmente.

Estes vórtices estão presentes nos seres vivos e servem para absorver, transmutar e distribuir energia vital pelos seus corpos. Os antigos indianos nomearam esta energia como nome de Prana, chineses de Qi e Tailandeses de Lom.

Cada vórtice possui um conjunto de propriedades ideais quando estão em equilíbrio ou alinhados. Quando em desequilíbrio, os Chakras podem acumular energia demais ou reter energia de menos. Neste caso os indivíduos tendem a assumir comportamentos nocivos ou simplesmente apresentam problemas de saúde.

Estes centros de energia são verdadeiros elos entre mente, corpo e o espírito. Por isso sua influência tão relevante nas emoções e na forma como nos relacionamos com o mundo e outras pessoas.

O trabalho da massoterapia deve priorizar o equilíbrio destes vórtices, portanto é importante o terapeuta reconhecer e diagnosticar em qual dos Chakras o paciente tem falta ou excesso.

Uma analogia que eu sempre faço é de um violão com sete cordas. Quando as cordas estão afinadas (cada uma com sua nota), a música sai suave e sem desafino. Agora se a terceira corda tiver som de quinta a música certamente não ficará agradável.

Não só a massagem pode manipular estas energias, mas também o comportamento, exercícios, respiração, alimentação e até a vestimenta.

Estar atento a si mesmo e entender a função de cada Chakra pode ser uma viagem bem interessante de autoconhecimento. Vamos lá?

Onde ficam os Chakras?

Os Chakras principais e mais conhecidos são 7, todos ao longo da coluna vertebral ligados por canais denominados Nadis para cultura indiana e Meridianos para a cultura chinesa. Embora usemos referências anatômicas para localizá-los, eles não estão necessariamente em pontos físicos ou alojados em alguma estrutura anatômica.

Embora os Chakras estejam ao longo da espinha vertebral, eles se refletem em outras regiões, especialmente nos pés e nas mãos. Portanto podem ser trabalhados em terapias com a reflexologia podal, por exemplo

os sete chakras
Chrakas nas Mãos

Estes sete Chakras obedecem uma hierarquia de necessidades humanas. Em uma escala evolutiva das necessidades mais básicas como a sobrevivência até a transformação espiritual e conexão com o divino.

Vaja abaixo um mapa com a localização aproximada da origem cada Chakra, mas lembre-se que cada um deles ocupa um volume que chega a extrapolar o corpo físico para compor a aura do indivíduo.

os sete chakras
Resumo dos 7 principais Chakras e suas posições no corpo
(Faça download do Chart completo no final do post)

Alinhamento de Chakras

Durante a anamnese é possível identificar sinais que mostrem um determinado caminho terapêutico. Muitas vezes o paciente verbaliza sentimentos, comportamentos ou situações que indicam faltas ou excessos no Chakras. Cabe ao massoterapeuta aprofundar a massagem nos pontos ou regiões que precisam ser dinamizadas ou dissipadas.

Em outros casos o paciente não vai comunicar, então cabe ao massoterapeuta observar características físicas que sirvam como base para um diagnóstico.

Por fim esta um modo de observar que vai além da cognição. Pois a cognição é constantemente deturpada por preconceitos e filtros das nossas experiências. Estes filtros tanto alteram a compreensão de quem comunica como o entendimento de quem ouve. Neste momento entra no palco a intuição do terapeuta.

O alinhamento dos Chakras não é um trabalho de apertar botões, mas algo que precisa ser ouvido, ajustado e retocado. Lembra do violão? Raramente alguém consegue afinar um instrumento de primeira. É necessário realizar vários ajustes para se obter êxito.

Além disso, o alinhamento energético pode e deve ser apoiado pro ações cotidianas e não só na sala de massoterapia. Eu sempre falo que o desequilíbrio está la fora. Aqui dentro é só alegria.

Mas o que eu ganho se alinhas o Chakras?

De cara, uma existência com mais lucidez e realização. Uma vida na qual você tem tempo para si e para os outros. Parece bom demais, não é mesmo? Está longe de ser uma tarefa fácil porém não é impossível.

Como alinhar os Chakras?

Existem 7 hábitos que podem te ajudar muito a cultivar uma auto cura em cada ponto. São sete hábitos e eles são estão neste número à toa. Veja a seguir:

  • Pratique exercícios físicos, cuide do seu corpo (aqui entra a massoterapia).
  • Se engaje em alguma atividade criativa (dança, desenho, música, escrita, etc).
  • Alimente-se com qualidade e respeitando o seu corpo. Termine as atividades que começa.
  • Dedique tempo de qualidade a quem você ama (1 hora por dia de atenção plena sem interferências).
  • Fale sobre o que você sente para as outras pessoas e faça um diário pessoal.
  • Pratique o silêncio e meditação (aqui entra a massoterapia).
  • Seja grato e se conecte com o divino.

Lembrando que hábitos são para todos os dias e não uma vez ou outra.

Quais são os 7 principais Chakras?

Veja a seguir um breve resumo sobre cada vortex de energia bem como cada consequência de sua desarmonia. Assim como as principais ações que podem ajudar a por cada um deles em ordem.

Primeiro Chakra – Mulhadara

Localizado na base da coluna, o Chakra básico ou raiz está ligado à sobrevivência. A glândula ao qual está associado são as supra renais, que são responsáveis pela produção dos hormônios adrenalina e noradrenalina.

Pois bem, precisamos destes hormônios para reagir a situações de estresse e fazer o que precisa ser feito para sobreviver.
É realmente um Chakra terreno e condensado ligando nosso corpo físico ao corpo etéreo.

Quando bloqueado ou enfraquecido o indivíduo apresenta medo excessivo, predisposição à depressão e apatia. Fisicamente se manifesta por dor lombar, dor no nervo ciático e nos membros inferiores.

Pessoas que possuem este Chakra demasiadamente fraco apresentam ideação suicida e quando exacerbado apresentam pulsão de morte em seus comportamentos

Normalmente os indivíduos que têm o Muladhara fraco possuem pernas fracas, trêmulas e falta de equilíbrio.
Além disso, tendem a desmaiar ou fugir de situações arriscadas. Costumam ter sonhos com muito movimento, queda livre e de não conseguir se locomover.

O apagamento deste Chakra pode estar associado à fome, desnutrição, instabilidade financeira e doenças terminais.

Quando em excesso os indivíduos tendem amar situações de risco (sede por adrenalina), possuem atitudes violentas para defender o que possuem ou desejam. Possuem ciúmes e apego por tudo aquilo que traga mais segurança.

Como equilibrar o Chakra Básico

Dormir bem é o primeiro passo e uma boa forma de conseguir isso é com ajuda da massoterapia. Não faz muito tempo que escrevi um artigo sobre este assunto aqui.

Realizar exercícios vigorosos, especialmente na região das pernas, glúteos e trabalhar o períneo com a respiração consciente. Andar descalço e entrar em contato com o solo é uma ótima ideia. Na prática de Yoga pratique o asana Tadasana e todos os outros que promovem alongamento e fortalecimento das pernas.

os sete chakras
Chakras nos pés para Reflexologia

Em muitas instituições de reabilitação de indivíduos existem hortas comunitárias. Bem, isto não é à toa. Plantar e colher, especialmente tubérculos e raízes é ótimo. A conexão coma terra é o tratamento mais inteligente, pois tanto no excesso como na falta a terra absorve ou emana a energia necessária.

Também é comum as pessoas cuidarem de animais, pois o Chakra básico em animais é muito forte e eles acabam doando um pouco desta energia para nós.

Sempre falo da violência e atos enérgicos de civilizações equestres, como os Mongóis, por exemplo. Eles nascem e crescem praticamente montados à cavalo e acabam absorvendo esta energia.

Comer tubérculos, raízes e bulbos, especialmente os de cor vermelha. Frutos vermelhos e flores comestíveis também.

Ao comer sinta o cheiro e exercite o olfato para perceber cada detalhe deste percepção sensorial.

aromaterapia em recife
Uso da Aromaterapia

Há que use objetos vermelhos como roupas, cristais e acessórios. A Aromaterapia é uma ótima opção por estimular o senso olfativo e ajudar este centro energético.

Resumo do primeiro Chakra (Mulhadara ou Chakra Básico) मूलाधार

  • Onde é encontrado: Períneo, cóccix, base da coluna vertebral
  • Elemento: Terra
  • Função principal: Existência / sobrevivência
  • Disfunções físicas: Problemas nas pernas, artrite, ciática, obesidade, hemorroidas
  • Disfunções mentais: Violência, medo, apatia, avareza, depressão
  • Equilíbrio: Vivacidade
  • Glândulas: Suprarrenais
  • Cor: Vermelho
  • Sentido: Olfato
  • Frequência sonora: 396 Hz
  • Mantra: Lam
  • Yoga: Tadasana
  • Alimentos: Vermelhos, raízes e tubérculos

Segundo Chakra – Swadhisthana

O segundo Chakra está realacionado ao elemento água, fertilidade e à criação.

Este vórtex rege todos os fluidos do nosso corpo e tudo que se relacione à ao movimento dos humores corporais. Circulação, produção e excreção de urina, linfa, líquido sinovial, raquidiano, por exemplo.

O sentido relacionado a este Chakra é o sabor além de agir na libido e prazer sexual a nível comportamental.

Pessoas que possuem o segundo Chakra inativo podem apresentar infertilidade, frigidez, falta de apetite sexual e falta de criatividade na resolução de problemas ou na produção de arte.

Já que possui este centro energético exarcebado pode apresentar comportamento sexual inadequado com a busca exagerada por prazer sexual, instabilidade emocional, ciúmes, entre outros.

Como equilibrar o segundo Chakra

Tomar banho de rio e mar ajuda a equilibrar assim como se alimentar de produtos na cor laranja. Estimular o terceiro Chakra pode ajudar bastante, pois em muitos casos o problema está no vórtex seguinte que não demanda tanta energia e acaba “empoçando o anterior”.

Pessoas que têm o terceiro Chakra bloqueado (Manipura) adotam o comportamento procrastinador e começa a buscar prazer imediato que pode ser o sexual, comida ou bebida (sabores). Por outro lado, pessoas que não conseguem gerar energia suficiente no Chakra básico acabam ficando com o segundo Chakra fraco.

Quando há um excesso, é uma boa ótima ideia adotar um período de jejum sexual e meditação. Em qualquer caso tomar banho de mar ou rio ajuda bastante energizar ou abrandar.

Resumo do segundo Chakra ( Swadhisthana ou Chakra Genésico) स्वाधिष्ठान

  • Onde é encontrado: Região sacral
  • Elemento: Água
  • Função principal: Procriação, criatividade
  • Disfunções físicas: Falta de criatividade, frigidez, infertilidade
  • Disfunções mentais: Libido exacerbado
  • Glândulas: Testículos e ovários
  • Cor: Laranja
  • Sentido: Sabor
  • Frequência sonora: 417 Hz
  • Mantra: Vam
  • Yoga: Trikonasana
  • Alimentos: Cenoura, laranja, tangerina e outros cítricos alaranjados

Terceiro Chakra – Manipura

Localizado na região umbilical (plexo solar), o Chakra Manipura, está atá associado à realização, força de vontade e determinação.

Também é o Chakra que rege nosso metabolismo, ou seja, a nossa capacidade transformar as coisas. Incluindo os alimentos que consumimos.

Lembrando que esta transformação não acontece apenas no nosso aparelho digestivo, mas em cada célula individualmente.

Pela cor e sua função já podemos imaginar que seu elemento é o fogo.

Pessoas que apresentam excesso neste vórtice são tão determinadas que se torna arrogantes e podem passar por cima de qualquer obstáculo. Não costuma ouvir os outros e tem excesso de autoconfiança.

Por outro lado, que apresenta este centro enfraquecido tem problemas com autoestima, indecisão e dificuldade de terminar o que é iniciado. Este é o Chakra que quando enfraquecido cria procrastinadores terríveis.

Na clínica sempre recebo estas pessoas e a queixa maior é a falta de motivação e coragem para estudar para um concurso, assumir um relacionamento ou iniciar um projeto novo.

Tudo parece ficar apenas no campo das ideias enquanto o vícios em seriados, comida inadequada ou qualquer outra atividade improdutiva é cultivado de forma voraz.

O resultado de um tempo prolongado com estes comportamentos é uma sensação de culpa e fracasso que geram altos níveis de ansiedade e apatia.

No aspecto físico as pessoas com excesso deste Chakra tende apresentar úlcera e dores estomacais fortes. Por outro lado, quem tem este vórtice em falta tende a ter digestão lenta, diabetes e dislipidemia.

Como equilibrar o Manipura (entre outros Chakras)

Na massagem procuro sempre aquecer bem a região umbilical e massagem bem em volta do umbigo, sempre com muita intensão para equilibrar este centro energético. Dissipando no excesso e concentrando na falta.

Pegar sol na região umbilical todos os dias é uma ótima forma de ativar a vontade de transformar. Largar pequenos vícios que servem apenas para aliviar a ansiedade como comer demais, cigarro, dormir tarde, eletrônicos, jogos e etc.

Dormir bem e praticar exercícios também ajudam bastante. Assim como consumir frutas e verduras amarelas, vestir amarelo, entre outras ações.

Finalmente deve-se evitar luzes de frequência muito alta como as luzes azul, especialmente durante o dia. Procure lâmpadas incandescentes e ambientes com luzes mais amarelas ou alaranjadas.

Resumo do terceiro Chakra ( Manipura ou Chakra Plexo Solar) मणिपूर

  • Onde é encontrado: Região umbilical
  • Elemento: Fogo
  • Função principal: Força de vontade, poder e transformação
  • Disfunções físicas: Úlcera, diabetes, dislipidemia, problemas digestivos
  • Disfunções mentais: Arrogância, excesso de autoconfiança, procrastinação
  • Equilíbrio: Realização, liderança
  • Glândulas: Suprarrenais
  • Cor: Amarelo
  • Sentido: Visão
  • Frequência sonora: 528 Hz
  • Mantra: Ram
  • Yoga: Navasana
  • Alimentos: amarelos

Quarto Chakra – Anahata

O Chakra Anhata está na altura do coração no centro do externo. Este vórtice é a conexão entre o Chakras inferiores e superiores.
Esta distinção entre inferiores e superiores não diz respeito à valor, mas à dualidade entre terreno e etéreo.

Este centro energético é responsável pelo controle do amor incondicional.

O elemento associado a este Chakra é o ar que represente o frescor, leveza e fluidez.

Quando este Chakra está exacerbado pode gerar um apego e sofrimento muito grande diante de perdas, términos de relacionamento e uma empatia excessiva.

Quando enfraquecido pode gerar falta de empatia, dificuldade de expressar amor e carinho pelos outros. Também pode gerar problemas respiratórios, de imunidade e problemas cardíacos.

Como equilibrar o Chakra Anahata?

Tire um dia para ir para o mato, de preferência bem verde.

Expresse o amor com mais frequência, dê e receba presentes. Também procure respirar ar puro e respirar com mais profundidade, especialmente quando sentir alguma dor emocional relacionada ao afeto.

Uma das formas mais interessantes de equilibrar este Chakra é com ajuda da massoterapia, pois o sentido que ele governa é o toque.

Doar seu tempo a alguém sem esperar nada em troca é a melhor forma de curar este Chakra.

Procure alimentos verdes assim como o uso de roupas e acessórios verdes ajudam bastante.

Lembre-se que os sentidos são formas de estimular a auto cura.

Resumo do quarto Chakra ( Anahta ou Chakra Plexo Solar) अनाहत

  • Onde é encontrado: Centro do esterno
  • Elemento: Ar
  • Função principal: Amor, carinho, empatia
  • Disfunções físicas: Problemas cardíacos, problemas pulmonares, problemas imunitários
  • Disfunções mentais: Falta de empatia, excesso de empatia, frieza
  • Equilíbrio: Amor incondicional
  • Glândulas: Timo
  • Cor: Verde
  • Sentido: Tato
  • Frequência sonora: 639 Hz
  • Mantra: Yam
  • Yoga: Anjaneyasana
  • Alimentos: Verdes

Quinto Chakra – Visuddha

Este é o centro energético da garganta ou também conhecido como Chakra laríngeo. O elemento ligado a este vórtice é o éter ou espaço.

É o último dos elementos e mais sutil também. O sentido que o Vishuddaha governa é a audição.

Por isso este centro energético está associado a forma como nos comunicamos e experessamos sentimentos e criatividade.

A suas glândulas são a tireoide e paratireoides e influencia na saúde bucal, da garganta e audição.

Falar demais ou de menos, timidez ecessiva e a falta de audição são efeitos do desequilíbrio deste centro energético.

Quando o Visuddha está enfraquecido é comum ter medo de falar em público, ter timidez excessiva, gagueira e nervosismo quando se é centro das atenções.

Quem apresenta este Chakra fraco pode “falar ara dentro” e não ser escutado pelas outras pessoas. (Isso também ocorre coma falta do terceiro Chakra)

Problemas dentários, dores de garganta e rouquidão são comuns a quem tem este centro enfraquecido.

Quando exacerbado, tende a criar pessoas que falam sem parar. Sabe aquela pessoa que fala sem parar e não deixar ninguém mais falar?
Assim como tendem a falar alto e com potência vocal invejável.

Quem tem este centro de energia forte normalmente assume papéis artísticos com canto ou se tornam comunicadores profissionais.

Como equilibrar o quinto Chakra?

A melhor forma que encontrei para equilibrar este Chakra está na prática do Pranayama que também ajuda a outros centros energéticos. Respirar com calma, ouvir mais as pessoas e cantar ajuda bastante.

Se você fala demais, procure assumir a posição de escuta e cultive o silêncio vocal e interno. Se você é muito tímido, procure exercitar o discurso ou fazer um curso de oratória.

Fale a verdade sempre, pois uma das coisas que mais atrapalham este centro é não falar o que pensa ou segurar na garganta verdades que precisam ser ditas.

Resumo do quinto Chakra ( Vishudda ou Chakra laríngeo) विशुद्ध

  • Onde é encontrado: Garganta
  • Elemento: Éter
  • Função principal: Comunicação
  • Disfunções físicas: Dor de garganta, rouquidão, problemas auditivos, problemas na tireoide
  • Disfunções mentais: Dificuldade em se expressar, vergonha em falar em público
  • Equilíbrio: Comunicabilidade, expressão
  • Glândulas: Tireóide e paratireóide
  • Cor: Azul claro
  • Sentido: Audição
  • Frequência sonora: 741 Hz
  • Mantra: Ham
  • Yoga: Halasana
  • Alimentos: Alimentos líquidos, amoras, mirtilos e frutas maduras

Sexto Chakra – Ajna

Este é o Chakra de comando. Inclusive Ajna significa comandar em sânscirto. Ele eestá ligado a nossa percepção do mundo externo e na reflaxão de imagens internas.

A glândula comandada por este centro energético é a pituitária. Por isso está envolvido em processos importantes como o controle de vigília e sono, estresse, imunidade e crescimento.

Mesmo que já passou da fase de crescimento precisa dos hormônios do crescimento para reneração de tecidos ou para aumentar a massa muscular. Por isso o sono é tão importante para quem deseja ficar mais forte ou se recuperar de lesões

O desequilíbrio neste vórtice energético ocasiona a tomada de decisões erradas e a não escuta da intuição. não é à toa que é chamado de terceiro olho, pois é capaz de funcionar quando os sentidos comuns e a cognição não percebem a verdade.

efeitos da massagem no corpo massagem recife

Como equilibrar o quinto chakra?

Para equilibrar este Chakra o ideal é realizar meditação silenciosa diariamente. as poses de Yoga indicadas são as invertidas como o Sirsasana, Ardha Sirsasana entre outras.

Dormir quando o sol de põe e acordar antes dele nascer também é uma forma maravilhosa de ajustar este e outros centros energéticos.

Resumo do sexto Chakra (Ajna ou Terceiro olho) आज्ञा

  • Onde é encontrado: Testa
  • Elemento: Luz
  • Função principal: Intuição
  • Disfunções físicas: Dores de cabeça, disfunções do sono, problemas visuais
  • Disfunções mentais: Disfunções do sono, disfunção do crescimento ou regeneração
  • Equilíbrio: Boa intuição,
  • Glândulas: Pituitária
  • Cor: Índigo
  • Sentido: Visão
  • Frequência sonora: 852 Hz
  • Mantra: Om
  • Yoga: Sirsasana
  • Alimentos: Framboesa, uva roxa, alimentos ricos em ômega 3.

Sétimo Chakra – Sahasrara

Este é nosso último e mais sutil de todos os Chakras. Está localizado no topo da cabeça e tem a função de nos conectar com o mundo espiritual.

O elemento deste Chakra é o pensamento e representa a manifestação de tudo que surge ao nosso redor.

Está diretamente ligado à glândula pineal (epífise) que rege todas as outras gânludulas garantindo a homeostase do nosso corpo.

A pose de yoga indicada também é o Sirsasana assim como orações e devoção a alguma crença espiritual.

Quando desequilibrado torna o indivíduo cético, solitário e sem conexão com o divino.

Uma ótima forma de equilibrar este e demais Chakras é a prática do Reiki. Conheça aqui esta terapia energética.

Resumo do sétimo Chakra ( Sahasrara ou Chakra coronário) सहस्रार

  • Onde é encontrado: Topo da cabeça
  • Elemento: Pensamento
  • Função principal: Compreensão, fé
  • Disfunções físicas: Dores de cabeça, ansiedade, depressão
  • Disfunções mentais: Incredulidade, solidão
  • Equilíbrio: Conexão com o divino, contentamento, fé
  • Glândulas: Pineal
  • Cor: Violeta, branca
  • Sentido: Pensamento
  • Frequência sonora: 963 Hz
  • Mantra: Am
  • Yoga: Sirsasana
  • Alimentos: jejum

Como saber qual dos Chakras eu preciso de mais atenção?

Como você deve ter notado, cada Chakra eu indiquei uma pose de Yoga. Não é da minha cabeça, são indicações ancestrais e existe uma máxima na prática de Yoga que diz: A pose (asana) que mais dói é aquele que você mais precisa.

Então a ideia é esta, faça corretamente o asana de cada Chakra por 1 a 2 minutos e avalie o que você sentiu mais dificuldade em manter.

Obviamente que se você não está com a atividade física em dia certamente todas as posições apresentarão alguma dificuldade. No entanto, mesmo sob esta condição, você vai perceber o que vai doer mais.

Rochas e os Chakras

Algumas rochas tem propriedades sobre determinados Chakras. Notadamente as rochas que refletem as cores específicas de cada vortex energético. Veja abaixo uma lista de rochas que podem ser utilizadas como adornos, decoração de ambientes e objetos de estimação.

Eu prefiro rochas brutas, mesmo que elas não sejam tão atraentes quanto as rochas polidas.

  • Muladhara: Rubi, Turmalina Vermelha, Granada Vermelha, Quartzo Vermelho, Shiva lingan Basalto e rochas escuras.
  • Swadisthana: Olho de tigre, Topázio Imperial, Pedra do Sol e Cornalina
  • Manipura: Citrino, Jaspe Amarelo, Topázio Amarelo e Quartzo amarelo
  • Anahata: Quartzo Verde, Esmeralda e Turmalina Verde
  • Vishuddha: Água Marinha, Turquesa e Quartzo Azul
  • Ajna: Sodalita, Safira, Quartzo Azul Intenso
  • Sahasara: Ametista, Lolita e Flurolita

Frequências sonoras e os Chakras

Uma das soluções bem interessantes é usar sons com frequências específicas. De preferência para o induzir o estado meditativo. Tais frequências são muito explorados pela musicoterapia, Veja a seguir e procure por músicas ou arranjos sonoros no YouTube que podem ajudar você.

  • Chakra Muladhara ou Raiz: Sons com frequência 396 Hz.
  • Chakra Swadisthana ou Sacral: Sons com a frequência de 417 Hz.
  • Chakra Manipura ou Plexo Solar: Sons com a frequência é 528 Hz.
  • Chakra Anahata ou Coração: Frequência sonoras de 639 Hz.
  • Chakra Vishuddha ou da Garganta: A frequência de 741 Hz.
  • Chakra Ajna ou Terceiro Olho: A frequência de 852 Hz.
  • Chakra Sahasrara ou Coronário: Sons com a frequência de 963 Hz.

Conclusão (7 Chakras)

Ao observar cada um dos Chakras, percebemos algumas verdades importantes. A primeira delas é que eles são interdependentes e se influenciam o tempo inteiro. Nada adiantar cultivar um e deixar outros morrerem de “fome energética”.

Outra grande verdade é que todos eles precisam de contato com a natureza, boa respiração e alimentos de qualidade. Especialmente os mais terrenos.

os sete chakras

Eles também precisam de movimento de qualidade e uso do corpo, seja com asanas de yoga, caminhada ou até academia.

Por fim o culto ao silêncio e a ajuda do outro sem esperar nada em troca. O culto ao silêncio pode ser realizado com meditação, orações ou simplesmente ócio de qualidade. Algo que estamos perdendo com o uso constante de redes sociais e internet.

Massagem Recife

Com a massoterapia ou massagem terapêutica você consegue nutrir o corpo, dar movimento aos tecidos e humores corporais e ainda cultivar o silêncio de forma satisfatória.

No caso da Massagem Ayurvédica e Thai Massagem ainda temos o benefícios de realizar poses de yoga que promovem nossa saúde energética.

Baixe aqui o Chart completo com os Chakras nas mãos e nos pés

post

1 comentário em “Os 7 Chakras na massoterapia”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima